5 de set de 2008

Historia do darkEden


The Eden, now... is Dark, forever !

A vida dos habitantes de uma área montanhosa de Helea seria para sempre mudada quando dias depois do Natal, 3 estranhos chegaram ao anoitecer calmo, da tranquila cidade de Slanian.

Existe um antiga lenda e de acordo com ela, esses estranhos se chamavam Vlad Tepes, Elizabeth Bathory e Gilles de Rais que eram nada menos que 3 poderosos vampiros Mestres. Em poucos minutos, mais da metade dos habitantes de Eslanian foram massacrados e alguns transformados em vampiros neófitos, condenados.

Esse massacre foi uma simples distração para os 3 já que suas reais intenções estavam em outro lugar chamado Altar de Adam, mas para chegar até la precisariam romper o lacre do portal no grande Lago Timor, os sobreviventes foram para região de Drobeta Complex e Vranco, junto com eles alguns infectados.

Foi dito que os primeiros 12 vampiros mestres, nasceram nesse local e Bathory, Tepes e de Rais decidiram formar uma aliança para retornar ao seu local de origem para capturar o poder da mãe de todos os vampiros, Lilith, selada no Santuário de Adam, uma ilha secreta.

Chegando em Timor, os vampiros reativaram com facilidade o grande portal que estava selado com aparentemente, magia humana e foram em direção ao altar.

Com esforços reunidos, o portão do Santuário abriu facilmente. Porém, enquanto o portão se abria, a poderosa energia que também estava selada espalhou-se nas 4 direções.

Conforme ia se deslocando para longe do Santuário, a obscura energia acumulava-se em uma camada circular que eventualmente cessou quando cobriu Helea totalmente.

Essa camada de energia era chamada de Templum do Caos pelos vampiros e teve como efeito depois de explodir, o bloqueio dos raios ultravioletas que eram fatais para todos os vampiros mestres e neófitos. Graças ao Templum do Caos, agora os vampiros estavam livres para se aventurarem durante o dia, porém com força reduzida, mas pela noite com força total e avassaladora.

Isso conduziu os vampiros a juntar forças em Helea que era vista como um novo Éden para procriação e a alimento, um lugar onde eles não mais precisavam se esconder do sol.

Essa situação não atingiu somente a comunidade dos vampiros, mas a dos humanos também.

Rapidamente, os líderes das mais poderosas nações optaram por isolar Eslanian e seus arredores. Inúmeras organizações internacionais enviaram grupos de investigação para dentro dos limites do Templum do Caos mas nenhum retornou com exceção de um sábio homem que confirmou os rumores sobre vampiros terem infestado as regiões de Slaniam, Drobeta Complex, Vranco e muitos outros lugares.

Pouco tempo depois, uma secreta organização anti-vampiro se formou e foi chamada de E.V.E (Experts in Vampire Elimination - Peritos na Eliminação de Vampiros).

O homem que foi escolhido para liderar a organização era nada menos que o sobrevivente da investigação desde que ele era o que sabia melhor o que se passava ali dentro.

Os soldados da E.V.E., agora conhecidos como Slayers, entraram ao nascer do sol em Eslanian e começaram a atacar jovens vampiros que outrora eram os cidadãos de Eslanian. As tropas facilmente protegeram o perímetro e estabeleceram temporariamente o quartel general na parte central de Eslanian.

Não demorou muito para os vampiros ficarem alerta da invasão dos Slayers e o primeiro conflito ocorrou ao leste do quartel general da E.V.E, nas antigas ruínas subterrâneas conhecidas como catacumbas de Eslanian.

E.V.E. trouxe 1 regimento para o campo de batalha contra um agrupado de centenas de vampiros e conseguiram repeli-los graças as suas armas modernas, que foram criadas especialmente sob orientação das antigas lendas ditas pelas sábios dos governos envolvidos na operação. Todavia, a magia dos vampiros parecia subjulgar essas mesmas armas. O perímetro de Eslanian estava agora protegido pela E.V.E. e somente jovens vampiros e monstros, tomados como inofensivos podiam ser encontrados.

Porém, tanto Slayers como vampiros tornaram-se cientes do novo efeito que o Templum do Caos teve sobre eles. Não somente prevenia vampiros de queimar nos raios solares, mas também ambos estavam agora mais fortes do que nunca em aumentar o seu dano e poder de ataque. Muitos soldados agora conseguiram aprender magias antes inimagináveis e usa-las contra os vampiros, novas armas foram criadas para estes tipos novos de classe, como mastro e cruz.

Com Eslanian protegida, slayers podiam agora procurar por vampiros em outras áreas como também articular novas manobras. Lutas entre vampiros e slayers agora se tornaram rotina diária de Helea com perdas em ambos os lados.

Enquanto isso, os 3 vampiros Mestres perceberam que abrir o selo do Santuário não tinha sido suficiente para adquirir o poder que se achava dentro, mas que eles precisavam coletar todas as partes da alma de sua mãe que se dividira em 13 Bíblias de Sangue, sendo que a 13ª se ocultava no mais profundo lugar dentro do cova do Santuário.

A ambição de poder deles fez Bathory, Tepes e de Rais quebrarem a aliança por não quererem dividir o último pedaço. A conseqüência dessa quebra dividiu a comunidade dos vampiros, que não sabiam qual Mestre seguir.

Bathory encontrou abrigo nas profundesas dos calabouços do antigo Castelo da região chamada Limbo, enquanto Tepes estabeleceu-se no Castelo de Rasen, e Rais ficou n Lago Timor, enfurecido amaldiçoou e congelou todo o lago e o que o rodeava, ergueu um gigantesco e suntuoso abrigo e lá passou a ficar.

Agora divididos, os vampiros estavam mais vulneráveis que nunca, devido uma batalha interna entre os seguidores de Bathory e os fervorosos de Tepes.

Não satisfeitos os vampiros conduziam a retomada do poder preenchendo suas tropas com inúmeros Slayers que se transformavam em vampiros, forçando-os a enfrentar um novo dilema: Enfrentar amigos de ontem como seus inimigos de hoje!

Eventualmente um confronto ocorreu entre Bathory e Tepes do qual Tepes emergiu vitorioso mesmo não tendo sucesso em destruir o seu rival. Ambos foram tremendamente afetados e tiveram que reagrupar nos seus respectivos abrigos, chamado de Lair.

Desde então os vampiros passaram a se preocupar não mais com suas alianças internas e antigas e sim em hostilizar os Slayers e guerrear contra os mesmos, para que os poderes de sua mãe, Lilith, que ficaram divididas entre as raças voltaram ao seu verdadeiro berço vampirico.

No meio da sangrenta batalha que cobria toda Helea, uma raça ancestral e perdida fortíssima que trazia características humanas e vampiricas, cuja achava que estaria totalmente extinta pelos vampiros há no mínimo 400 anos atrás, exceto por 4 sobreviventes, despertou na região perto de limbo, nas obscuras cavernas de Castalo.

Essa raça era conhecida como Ousters, dominadoras da água, fogo, terra e hábeis em combate corpo-a-corpo, criaturas da natureza. Somente existem mulheres nessa raça.

Em Vranco testes com o sangue de Ousters mostraram que o numero de seus cromossomos sempre resultavam em feminino. Espionagens da E.V.E constataram que ela são criadas‘ artificialmente ’em esferas com um liquido desconhecido.

Quando foram para a superfície, as Ousters ficaram horrorizadas com as mudanças drásticas que as guerras entre vampiros e slayers submeteram nos arredores. Logo se opuseram e ameaçaram ambas raças, e fizeram o pacto de purificar suas terras desses intrusos.

Assim mais uma raça híbrida entrou em meio ao caos gerado por poderes e ambições, uma guerra que parece ser infinita, cada vez ficam mais fortes e com poderes cada vez mais sofisticados e fortes, inicia-se uma nova era de magia, guerra e mistérios.

O Eden agora, se tornou sombrio e escuro...

não há escolhas...

...ou você luta ou você se redime.



Texto traduzido do servidor Japonês de DarkEden
Modificado por Leandro 05/09/08


Quer saber mais sobre as Raças do Darkeden?
clique aqui!

Um comentário:

Comente: